CONTABILIZAÇÃO DE DOAÇÕES

As doações constituem-se em transferência de dinheiro ou outros ativos para uma entidade, ou um cancelamento de um passivo, sem a necessidade de uma contrapartida.
Essas doações podem ser em dinheiro, gêneros alimentícios, roupas, materiais de uso e consumo, equipamentos ou outro ativo qualquer ou também por meio de prestação de serviços.

As doações devem ser reconhecidas no recebimento efetivo.

TIPOS DE DOAÇÕES

1) CONDICIONAL – quando sujeita ao cumprimento de certas obrigações por parte da entidade donatária.

2) INCONDICIONAL: quando o doador não impõe nenhuma condição a ser cumprida pela entidade.

A utilização dessa classificação é importante para o usuário externo, devendo constar do Plano de Contas da entidade.

Exemplos: Recebimento de material escolar, como doação, que será utilizado em programa de atendimento de público escolar, sendo que o doador não fixou termo condicional de doação:

D – Materiais Doados a Distribuir (Estoques - Ativo Circulante)

C – Doações Incondicionais (Receitas)

Se o doador fixasse termo condicional de doação, para vincular que a distribuição se fizesse exclusivamente a pessoas de baixa renda, haveria necessidade de registros específicos da doação:

1) Por ocasião da recepção da doação condicional:

D – Materiais Doados a Distribuir (Estoques - Ativo Circulante)

C - Doações Vinculadas a Distribuição de Materiais (Passivo Circulante)

2) Por ocasião da efetiva distribuição dos materiais:

a) Pela baixa dos estoques distribuídos:

D - Atendimento a Criança (Despesa de Atividade Educacional)

C - Materiais Doados a Distribuir (Estoques - Ativo Circulante)

b) Pelo registro do cumprimento da doação condicional:

D - Doações Vinculadas a Distribuição de Materiais (Passivo Circulante)

C – Doações Condicionais (Resultado)

Observar também a necessidade de registro da doação condicional em conta de compensação. Para maiores detalhes, acesse o tópico respectivo.

DOAÇÃO DE ATIVOS PATRIMONIAIS

Quando a doação ocorrer sob a forma de outros ativos patrimoniais não-destinados ao custeio, a partida do registro deverá ser efetuada, observando a conta de aplicação dos recursos e a contrapartida diretamente no patrimônio social da entidade.

Exemplo: Veículo recebido como doação, no valor de R$ 15.000,00, para utilização nas atividades da entidade. O registro ocorrerá da seguinte forma:

D – Veículos (Imobilizado)

C – Doações e Subvenções (conta do Patrimônio Social)

DOAÇÃO DE MATERIAIS

Quando a doação não for em dinheiro, deve ser efetuada avaliação do bem doado pelo seu valor justo de mercado, menos as despesas necessárias para colocá-lo em operação ou à venda, e o valor obtido é o valor a ser registrado.

A maioria das doações deste tipo que as entidades recebem são doações de gêneros alimentícios, roupas, livros e material escolar, para distribuição á pessoas carentes ou vendas em bazares.

Exemplo: Entidade recebe 150 livros para distribuição á alunos carentes. Pesquisando-se nas livrarias da região, obteve-se o valor de mercado de R$ 15,00 por livro. Entretanto, haverá R$ 200,00 de despesas relativas ao frete da recepção da doação.

Então teremos: Valor de mercado dos livros: 150 x R$ 15,00 = R$ 2.250,00

Valor do frete para recepção: R$ 200,00

Valor efetivo da doação: R$ 2.250,00 menos R$ 200,00 = R$ 2.050,00.

Contabilização:

D - Materiais Doados a Distribuir (Estoques – Ativo Circulante)

C - Doações Condicionais (conta de Resultado)

R$ 2.050,00

O registro do frete, na recepção da doação, será:

D - Materiais Doados a Distribuir (Estoques – Ativo Circulante)

C – Fretes a Pagar (Passivo Circulante)

R$ 200,00

O frete, como um custo acessório ao principal, constitui-se elemento integrante do custo dos livros, a serem distribuídos.

Por ocasião da efetivação da doação, o lançamento poderá ser como segue:

D - 5.2.1.02 Educação (conta de Benefícios Concedidos – Gratuidade)

C - Materiais Doados a Distribuir (Estoques – Ativo Circulante)

R$ 2.250,00

Nota: o número á frente do título da conta corresponde a do modelo de plano de contas, inserido nesta obra.

TAGS: Doação, a doa, doação de, como ser doadora de medula óssea, transplante de medula espinhal, doadores de medula óssea cadastro, como fazer uma doação, dadiva de sangue, como funciona doação de sangue, faça uma doação, quem pode ser doador, seja doador de medula óssea, pós doação de sangue, doar sangue exames, cuidados após doação de sangue, com que idade pode doar sangue, intervalo doação de sangue, casa de doação, doação de sangue procedimentos, medula óssea câncer, faça a sua doação, onde fazer doações, retiramos doações rj, quantos quilos tem que ter para doar sangue, o que é doar, doar roupas sp, onde doar roupas, quero ser doador de medula óssea, faça sua doação, doação sanguínea, seja um doador de sangue


Tipos de doação de sangue

Doação Voluntária/Espontânea

Doação realizada sem vínculo a um paciente.

Doação de Reposição

Realizada para repor o estoque do banco de sangue em virtude do uso por algum paciente internado em um hospital atendido pelo Hemoce.

Doação Autóloga

É aquela em que a pessoa doa o sangue para ela mesmo.